quinta-feira, 23 de maio de 2019

O QUE PENSAMOS SOBRE AS PAUTAS DA MANIFESTAÇÃO EM 26/05/2019.

      No próximo dia 26/05/2019, o povo brasileiro irá às ruas manifestar-se a favor da (1) reforma da previdência; (2) CPI Lava Toga; (3) Operação Lava Jato; (4) Aprovação do pacote anticrime; (5) Aprovação da reforma administrativa (MP 870); (6) Prisão após condenação em segunda instância; (7) Fim do foro privilegiado.
      O objetivo maior da manifestação é “EM APOIO AO JAIR”. Por isso, muitos deputados e o MBL posicionaram-se contra todas as pautas. Ficou evidente que os contrários tendem a trilhar o caminho da esquerda política. No entanto, as pautas não são todas conservadoras ou não são de direita. Por exemplo: A reforma da previdência e o pacote anticrime não são objetivos de conservadores. 
      Para o conservador, a previdência não deveria ser obrigatória, bem como não deveria ser instrumento de assistencialismo por parte do estado. Porém, a proposta de reforma da previdência quer aumentar benefícios dos mais pobres tirando dos mais ricos por intermédio de uma taxação maior aos mais abastados, mas isso é esquerdismo. A melhor proposta da previdência, e que a deixaria mais a direita, seria a extinção dela com devolução dos valores pagos e manutenção das aposentadorias já concedidas, seguindo o princípio de que os contratos devem ser cumpridos. 
      Por sua vez, o pacote anticrime também é uma proposta esquerdista, haja vista que propõe novas leis para moldar e fiscalizar o ser humano, ao invés de dar mais efetividade às leis que já existem. O Juiz Moro não precisou de leis novas para prender e condenar bandidos, bem como não precisou mudar a atual lei da prisão preventiva para prender empresários (viés esquerdista). Por que então dar mais poder ao estado para combater o crime, haja vista que o estado para ser efetivo não precisa de mais leis castradoras da liberdade? 
      Defesa da vida, liberdade, menos estado e valores cristãos são os quatro pilares do estado conservador. Não é isso que está na reforma da previdência que quer firmar a previdência e o assistencialismo na vida do cidadão. Não é isso que está no pacote anticrime que quer retirar liberdades do cidadão, como se todos fossem ladrões tanto da previdência quanto dos cofres públicos, os quais são assaltados por que não seguem os princípios conservadores de liberdade e de menos estado na vida das pessoas. 
      Quanto às pautas CPI Lava Toga, Operação Lava Jato, reforma administrativa, prisão após condenação em segunda instância e fim do foro privilegiado, elas podem ser consideradas conservadoras ou de direita por que não se quer um poder judiciário inchado com quatro instâncias, haja vista que bastam duas; não se quer que os policiais sejam tolhidos em sua eficiência no combate ao crime; deseja-se um estado menor com menos ministérios e é disso que trata a reforma administrativa, bem como ninguém está acima da lei e é isso o que parece o foro privilegiado. 
      Portanto, das sete pautas consideradas, duas são esquerdistas e cinco são opostas, o que dá para recomendar a participação com entusiasmo da manifestação do dia 26/05/2019.

Um comentário:

Clipping Path Service disse...


Really nice and informative blog, keep it up buddy…