domingo, 18 de novembro de 2018

Fascismo, comunismo e nazismo são de esquerda ou: São sistemas irmãos quase gêmeos.

COMUNISMO, FASCISMO E NAZISMO: MAIS SEMELHANÇAS DO QUE DIFERENÇAS.
Escrito por Aluizio Amorim no Blog do Aluizio

A sempre excelente página Embaixada da Resistência no Facebook traduziu e legendou o excelente vídeo que ilustra esta postagem. Trata-se de uma sintética alocução de Dan Hannan, um eurodeputado britânico que desmonta a falácia esquerdista de que o comunismo nada tem a ver com o nazismo e o fascismo. 

Na verdade são verso e anverso da mesma medalha. No entanto, os impropérios desferidos por um comunista contra um conservador ou todo aquele que se alinha à direita do espectro político-ideológico incluem, invariavelmente, as acusações de 'fascista' e 'nazista'. Na maioria dos casos, esses esquerdistas estúpidos não têm a mínima noção sobre esses conceitos. Como são fanáticos, jamais compulsaram sequer um manual de filosofia política, afinal estudar requer paciência, concentração e horas de dedicação solitária à leitura.

O editor da Embaixada da Resistência comenta o conteúdo do vídeo num pequeno texto que transcrevo. Leiam:


Esta discussão já se torna cansativa...

Esta rejeição, esta fobia, pela mera discussão de ideias que desafiam os preconceitos do esquerdista. Esta renúncia ao debate lógico, esta ridicularização prepotente da ideia de um "nacional socialismo de esquerda". Este desprezo pela ideia de uma ideologia iniciada por um socialista, sindicalista (Mussolini), ser de esquerda, já é por si mesma, uma prova de que eles não podem ter razão. Porque renunciam à razão.

Os argumentos por eles invocados para defender um "nacional socialismo" em oposição total ao "internacional socialismo", são também eles mais uma prova de que não estamos lidando com seres racionais.

Aquele que parece mais em voga hoje em dia é afirmar "Nem os alemães consideram Hitler de esquerda".

Para além de não existir ninguém chamado de "alemães", isso não é um argumento, e no máximo seria uma apologia da superioridade germânica.

Não é a nossa grande intenção forçar a rotulagem do fascismo ou do nacional socialismo aos socialistas marxistas, como forma de os difamar. Como forma de colar a sujidade, a alguém que por natureza já representa a mais suja, destrutiva e assassina das ideologias.

No entanto, em todo o rigor, o nacional socialismo, sendo mais ou menos idêntico ao socialismo "marxista-leninista", partilha uma concepção de sociedade coletivista que rejeita a noção de primazia dos direitos naturais do individuo, e partilha com eles inúmeras características em comum.

Ninguém diz que fascismo é igual ao comunismo, dizemos que é da mesma família. Dizemos basicamente que se eu não tenho absolutamente nada em comum com um comunista o mesmo não se pode dizer de um fascista.

Nenhum comentário: