sábado, 6 de janeiro de 2018

FUNDO PARTIDÁRIO - OPINIÃO DO PARTIDO CONSERVADOR - PACO

Resultado de imagem para IMAGENS DA LOGO DO PARTIDO CONSERVADORO fundo partidário foi criado em 1965, no início do governo militar, visando a subordinar os dois únicos partidos permitidos à época: ARENA e MDB. 

Esses dois partidos subdividiram-se no PFL, DEM, PMDB, PDT, PSB, PSDB, PT, bem como outros foram criados. No entanto, nenhum deles abriu mão dos institutos fascistas do fundo partidário e do imposto sindical. Quem mais se beneficiou do fascismo foi o PT que nasceu e cresceu por intermédio do imposto sindical e do fundo partidário.

Está claro que o Brasil mantem um sistema eleitoral autoritário, haja vista que o governo que distribui o dinheiro do fundo partidário subordina os políticos recebedores do dinheiro público e, por intermédio das negociações sobre quem receberá, controla os partidos e impõe a pauta fascista.

O governo de plantão beneficia velhas estruturas partidárias distribuindo recursos por meio do compadrio político muito bem aceito pelos líderes partidários que todo ano aumentam a verba pública para o fundo de maneira a sustentar viagens, despesas de gabinete, mordomias de seus funcionários, mesmo já recebendo altos rendimentos da função parlamentar.

A existência do fundo partidário facilita a perpetração no poder de políticos que nunca pensam no povo, mas sim em seus currais eleitorais e isso estimula a corrupção. Onde há democracia não há necessidade de os partidos receberem dinheiro do governo central.

Portanto, o Partido Conservador – PACO – tudo fará para que o fundo partidário seja extinto porque isso contribuirá para a formação de uma sociedade mais livre, mais justa, mais rica e com políticos não subservientes ao governo de plantão, mas mais voltados a servir a comunidade.

Gostou da nossa opinião? Então acesse o site www.paco.org.br, imprima a ficha de apoio e nos ajude na coleta das 487.000 assinaturas de apoio necessárias ao registro definitivo do PACO.

Nenhum comentário: