quinta-feira, 2 de março de 2017

Assista ao vídeo do discurso do Presidente Donald Trump. Uma hora de discurso, legendado, emocionante para todos os americanos. Ele foi cuidadoso nas propostas de governo. Disse que vai melhorar o Obamacare. Foi aplaudido de pé por todos. Como foi que ele se tornou Presidente sem nunca ter sido candidato anteriormente?

quinta-feira, março 02, 2017
A LUTA DE DONALD TRUMP CONTRA O "O ESTADO PROFUNDO", A SOLERTE ARTICULAÇÃO DA CANALHA ESQUERDISTA-GLOBALISTA DENTRO DOS EUA.
Escrito por Aluízio Amorim no Blog do Aluízio Amorim
Os vídeos do evento no Congresso. Acima o momento da entrada do Presidente Donald Trump, os longos aplausos e os momentos mais emocionantes. Abaixo do vídeo do discurso completo com legendas em português.

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, como todos sabem discursou na noite da última terça-feira para o Congresso. Creio que a maioria dos estimados leitores viu e ouviu o discurso pela terlevisão. A Fake News transmitiu ao vivo. Todavia decidi postar aqui no blog o discurso completo de Trump com legendas em português e, claro, sem aqueles comentários idiotas dos jornalistas da Fake News, sempre preocupados em encontrar chifres em cabeça de jumento. Quem viu a transmissão pela televisão constatou que os ditos cujos tiveram que se contentar e proferir abobrinhas. Afinal, Trump foi demolidor, incisivo, porém calmo e educado.

Mas foi Dow Jones, como noticiei aqui no blog, que se encarregou de atirar no lixo as análises que estão nos sites da grande imprensa nacional e internacional. A bolsa bombou bafejada pelo discurso do Presidente Donald Trump, enquanto pesquisa publicada pela CNN realizada logo após a fala de Trump reflete a verdade dos fatos. Donald Trump está dando um banho, como se diz na gíria. E olhem que é a CNN, também denominada Clinton News Network, face seu escandaloso contubérnio com o Partido Democrata e seus bate-paus esquerdistas. Vejam os números desta pesquisa:

Clique sobre a imagem para vê-la ampliada
A alocução de Donald Trump ao Congresso é um evento histórico. Trump não é apenas mais um Presidente dos Estados Unidos, mas uma dádiva que se derrama sobre todo o mundo ocidental. É uma espécie de anjo da guarda que de repente apareceu para evitar que a nossa civilização ocidental seja transformada num circo de horrores. A Europa sob o comando de União Europeia chefiada pela comuno-globalista Angela Merkel e seus sequazes, dentre eles os títeres do Partido Democrata de Obama, Clinton e companhia, já se transformou num inferno sob o domínio do terror islâmico.

O mesmo esquema já estava pronto para explodir os Estados Unidos. Faltava muito pouco. Eis que surge Donald Trump e o panorama mudou de repente com reflexos na Europa onde os partidos conservadores começam a liderar todas as pesquisas.

O 'ESTADO PROFUNDO'É o efeito Trump. Daí a mobilização da grande mídia internacional para tentar desqualificá-lo. E o esquema é grande e violento. Tanto é que já se fala cada vez mais nos Estados Unidos sobre a existência de um "Deep State", ou seja, um "Estado Profundo", manipulado pelos quadros de carreira, os funcionários, diretores e assessores dos diversos organismos públicos e agências de inteligência americanos que agem nos porões articulados com os grandes veículos de mídia. Do "Deep State" são vazadas "informações" diretamente para jornalistas dos grandes veículos. Eles publicam. Posteriormente enviam seus repórteres para ouvir determinados funcionários sobre o teor do vazamento. Esse funcionário, normalmente um diretor e quiçá quem vazou, diz apenas que o que foi vazado não é tudo e que estaria pela metade. Com isso, está confirmando, conferindo veracidade a uma "fake news", notícia falsa destinada a desgastar o governo Trump. 

Estas informações que estou postando aqui podem ser conferidas num extenso artigo publicado no site Breitbart. Para se medir o alcance desse site basta verificar que há postagens que possuem 2, 3, 4 mil ou mais comentários de leitores. Algo surpreendente e que bota no bolso todos os maiores sites noticiosos aqui do Brasil e de boa parte deles no resto do mundo.

Enfim. É isto que está acontecendo nos Estados Unidos. E tudo isso dá uma ideia do tamanho do esquema globalista que vem sendo impulsionado pela União Europeia e a ONU em conluio com os veículos de mídia e seus jornalistas e mega corporações transnacionais. 

O que acabo de discorrer nesta postagem é o que no jargão jornalístico se qualifica como uma "pauta" de excelência. Mas os leitores me perguntariam: mas por que não a executam? Ora, porque é exatamente contrária aos interesses do esquema globalista que, nestas alturas, é quem sustenta os grandes veículos de mídia detonados pela corrosiva ação da internet, sobretudo dos blogs e sites independentes e as redes sociais. Por enquanto provavelmente a dita mainstream media tem a sua sobrevida com base na veiculação de anúncios de mega corporações comparsas do esquema globalista já que vislumbra um mundo 'sem fronteiras' com as pessoas fugindo da própria sombra, trancafiadas em suas casas e sob os ditames da sharia. Nem Orwell sonhou com um troço desses.

Nos meus mais de 45 anos de jornalismo é a primeira vez que vejo ao vivo e em cores eventos desta natureza. Na verdade já se vive uma guerra mundial, porém sem bombas e fuzis. Por enquanto...

O futuro da Civilização Ocidental está nas mãos de apenas um homem: Donald Trump.

Nenhum comentário: