sábado, 27 de agosto de 2016

Gleisi Hoffmann obedece à estratégia do insulto aos senadores e ao próprio Senado por ordem de Lula

LULA COMANDA "ESTRATÉGIA DO INSULTO" NO SENADO. O FOCO É O 'FILMINHO' IDEALIZADO PELO MARKETEIRO JOÃO SANTANA. ALÔ, LAVA JATO!
Escrito por Aluizio Amorim no Blog do Aluizio em 27/8/2016.
A “estratégia do insulto” foi ordenada pelo ex-presidente Lula aos senadores aliados, no julgamento de Dilma, segundo revelou a esta coluna um senador do PT. A expressão “o Senado não tem moral para cassar ninguém” é do próprio Lula. Ele já não pretende reverter o impeachment, mas utilizar esses insultos no documentário “Golpe”, no qual o PT deposita sua esperança de “salvação” nas próximas eleições. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
A ideia do documentário, de produção milionária, seria do marqueteiro João Santana. Será usado na eleição do Brasil e exibições no exterior.
A estratégia de Lula é resumida numa frase: “Se a gente não conseguir evitar o impeachment, ao menos vamos tentar desmoralizá-los”.
Petistas ainda relutam em usar dossiês com “podres” de senadores pró-impeachment temendo que os próprios podres sejam expostos.
No encontro de ontem no Alvorada, o indiciado Lula fez ver a Dilma que ela será condenada, e a aconselhou também a atacar o Senado. Do site Diário do Poder

domingo, 14 de agosto de 2016

O PAPA EQUIVOCADO SOBRE A GUERRA SANTA

Escrito por Denis Maceoin* e publicado no Mídia Sem Máscara 12/8/2016.
Papa Francisco (direita), disse recentemente: "eu não estou falando de uma guerra de religiões. As religiões não querem guerra", e "eu acredito que não é justo igualar o Islã com a violência. Não é justo e não é verdade".
Hassan al-Banna (esquerda), fundador da Irmandade Muçulmana, escreveu que "o Nobre Alcorão nomeou os muçulmanos como guardiões da humanidade, que ainda não atingiu sua maioridade, e lhes concede os direitos de suserania e domínio sobre o mundo a fim de realizar esta sublime tarefa."

sábado, 13 de agosto de 2016

"Buscai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça e tudo o mais vos será acrescentado". Ou: PLATÃO EXPLICA

Platão explica
Escrito por Frei Clemente Rojão OAAO/ no FREI ROJÃO

Platão, com muita propriedade, punha obter a excelência do corpo, que chamava de ciência da ginástica, como o segundo maior bem, porque tratava da saúde. Em terceiro lugar punha obter a riqueza, a ciência da economia, porque alcançava os bens que serviriam de auxiliares ao bem do corpo.

Em primeiro lugar vinha a excelência da alma e do seu intelecto, a filosofia, bem como o temor aos deuses, porque tratava da própria alma, o elemento mais nobre do homem que a tudo comandava, movia e ordenava: almas boas e excelentes obteriam mais certamente saúde e riqueza ao crescerem em sabedoria.

Platão, portanto, explica porque além de sermos pobres somos uma nulidade olímpica: somos um país de almas embrutecidas e sem cultivo, que não atendem às funções mais altas do espírito. Como querem que brilhemos na ginástica e na economia então? Falta o ordenamento superior. O homem cresce de cima para baixo. Quem busca as coisas do alto obterá as de baixo. Como disse o Apóstolo, é o Espírito que vivifica, não a carne. E como ensinou Nosso Senhor: "Buscai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça e tudo o mais vos será acrescentado".

Tags: Platão explica, Frei Clemente Rojão, religião, corpo-riqueza-espírito

domingo, 7 de agosto de 2016

"NÃO SABEIS INTERPRETAR O TEMPO PRESENTE?"

“NÃO SABEIS INTERPRETAR O TEMPO PRESENTE?”
Escrito por Leo Daniele* e publicado na ABIM em 7/8/2016
Os tempos são todos iguais, ou mais é ou menos isso? Tudo é relativo e assim vamos vivendo? Quase nada tem importância?

Cada época tem suas particularidades, caracteres e personalidade, ou é cinzenta — nem branca nem negra —, a cor da confusão e do relativismo de nossos dias?

Sem gosto, sem cor e sem sabor, ou, como dizia Camões, de uma “apagada e vil tristeza”, assim é o cinzento do nosso tempo.