domingo, 26 de junho de 2016

União Européia é totalitarismo dissimulado. Assista ao filme que explica por que os ingleses decidiram sair da UE

BREXIT, O FILME! DEVASSA A UNIÃO EUROPEIA E REVELA AO MUNDO O DIABÓLICO PLANO PARA ESCRAVIZAR TODA A POPULAÇÃO MUNDIAL.
Escrito por Aluízio Amorim no Blog do Aluízio, 25/6/2016
Um atento leitor deste blog providencialmente postou o link para o vídeo acima. É imperdível! Todo legendado em português e de altíssima qualidade de imagem, som e legendas. Mas o principal é o seu conteúdo. Jamais vocês verão este filme nas grandes redes de televisão e muito menos das redes de cinema. O filme mostra tudo sobre o denominado Brexit, ou seja a saída do Reino Unido da União Europeia.
Mas não é só isso. O filme devassa tudo. Vocês vão ver que a despeito de não estar na Europa onde estive apenas duas vezes às vésperas da entrada em vigor da moeda única, o Euro, tudo o que tenho escrito sobre o Brexit bate com a realidade dos fatos. Mas neste filme vocês verão muito mais. É algo impressionante, aterrador, de fazer inveja a qualquer despotismo do passado. A única diferença talvez seja a forma asséptica, sofisticada e luxuosa daquele viveiro montado em Bruxelas, onde burocratas arrogantes e perversos decidem como devem viver as populações de 28 países europeus. Agora 27, com a saída do Reino Unido.

Nem Hitler e nem Stalin sonharam com tal façanha. A diferença entre o totalitarismo da União Européia e o nazismo e o comunismo de outrora, é que os tecnocratas de Bruxelas lhe conferem uma aparência asséptica e incruenta. Eles terceirizam a eliminação dos que reagem às milícias islâmicas. Tanto é que há pouco tempo foram publicadas em séries fotografias de terroristas islâmicos degolando brancos ocidentais. E isto se deu em profusão por meia da grande mídia internacional. Reparem que sempre que noticiaram as degolas em momento algum censuraram o ato horrendo e criminoso contra brancos ocidentais. Lembro por exemplo, que a Folha de S. Paulo, à época, publicou uma matéria de um hipster bundalelê que mantém como correspondente na Europa, uma matéria que relativizava a degola dos ocidentais pelos jagunços islâmicos. 

O que o povo inglês em sua maioria acaba de fazer nesse referendo haverá de entrar para a história, da mesma forma quando os súditos do rei inglês limitaram o seu poder fundando o constitucionalismo moderno. 
Estamos portanto perante uma mudança geopolítica com pretensão de nível global. Os jornalistas a soldo do movimento comunista do século XXI podem espernear, podem mentir, podem tergiversar. Mas serão massacrados pelos fatos que estão sendo exposto por meio da internet, mormente pelas redes sociais e blogs e sites independentes. Mais adiante esses vagabundos mentirosos da grande imprensa nacional e internacional serão execrados em praça pública. Esses imorais e mentirosos serão hostilizados nas ruas, nos bares, nos restaurantes como tem ocorrido com a bandalha do PT. Não poderão colocar nas ruas os seus focinhos sujos.

Portanto, não deixem de ver este filme. Usem as redes sociais para divulgá-lo. Vamos viralizar este vídeo, vamos mostrar para as pessoas a verdade que os jagunços comunistas da grande mídia escamoteiam. 

TOTALITARISMO DISSIMULADO 
A postagem do vídeo no Youtube e a tradução e colocação das legendas é de Matias Pasqualotto. Ele também acrescenta às postagem um texto em que chama a atenção do leitor/telespectador sobre o fato de que a União Europeia não é uma experiência restrita à Europa. Ela é um modelo, um paradigma, para ser aplicado em todo o planeta. Claro, o Mercosul e a Unasul são os embriões desse sistema totalitário aqui na América do Sul. Leiam:
BREXIT O FILME mostra o perigo de fazer parte da UE. É seguro dar a um governo remoto além do nosso controle o poder de fazer leis? É seguro para nos amarrar a países que estão perto de ruína financeira, à deriva para um extremismo político assustador, e que sofrem de longo prazo, o declínio econômico auto-infligido?
BREXIT O FILME mostra o lado da UE que não querem que a gente veja: a burocracia se auto-servindo, o cinismo político, a falta de prestação de contas, as regalias, o desperdício, o nepotismo, a corrupção.
BREXIT O FILME destaca o perigo de se tornar um prisioneiro em uma provinciana e retrógrada "Fortaleza Europa". E explora as oportunidades emocionantes que se abrem para nós quando olhamos para além dos estreitos limites da UE.
BREXIT O FILME olha para o futuro, argumentando com força e persuasão que é mais seguro e mais sábio viver em um país que é livre, independente, auto-governado, confiante e global.
Reflita e faça um paralelo com a situação vivida no Brasil. Faz parte dos objetivos do FORO DE SÃO PAULO juntamente com o PT criar a PÁTRIA GRANDE, representada oficialmente hoje pela a UNASUL e com respaldo das piores ditaduras e as democracias mais frágeis da América Latina (Venezuela, Bolívia, Equador, Uruguai). É discutido abertamente por representantes dessas organizações a intenção de criar um PARLAMENTO SUL-AMERICANO. Como seria para o Brasil receber ordens de um parlamento longe do nosso país e que não presta contas a nenhum eleitor?

Tags: Aluízio Amorim, Brexit, União Européia socialista, Inglaterra livreInglaterra, decisão contra a ditadura, decisão em favor da liberdadedecisão pelos valores cristãos, totalitarismo dissimulado, UE é totalitarismo dissimulado  

Nenhum comentário: