sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Em 2016 e nas próximas décadas, é mais importante do que nunca que se divulguem o Islã e as palavras de seu profeta para os cristãos

É mais importante do que nunca que divulguemos o Islã e as palavras de seu profeta para os cristãos.

Explico: Como é moralmente aceito (taquiya) pelo Islã que um muçulmano minta e distorça para submeter o Khafir (infiel), os seus missionários (com amplo apoio da imprensa e dos petro-dólares) apenas divulgam a pequena parte paz e amor para conseguir seus conversos. Depois vem as letras miúdas, infelizmente a maior parte do volume de texto, cuidadosamente mantidas em árabe. Religião de Paz, é?

O rei Davi disse que o abismo atrái outro abismo. E atraí mais quando ele é pintado de Paraíso.

Precisamos mostrar o Islã em sua "glória" todo inteiro, a Histótria de seus califas e suas sucessões de dinastias, as proezas militares (sim, militares!) do profeta, como ele e sucessores lidaram com os Khafir e o que aconteceu com a cultura superior helenística e a liberdade cristã onde a bandeira da jihad chegou. Também veremos a paz e harmonia que reinam entre sunitas, xiitas, alawitas, e outros itas da vida. Veremos como Meca e Medina são grandes centros de igualdade, e que todos os povos são bem-vindos.

Nosso Senhor Jesus Cristo disse que o que ele ensinava às ocultas deveria ser gritado no telhado. É um bom conselho até para o Corão e a Sunna. As obras da luz crescem com a luz. Já as das trevas são extintas.

Nenhum comentário: