sexta-feira, 3 de julho de 2015

Dilma, durante anos, comandou quatro corruptos na mesa de reuniões da Petrobras. E nunca soube de nada?


Escrito por Coronel do Blog no Blog do Coronel
É impossível que uma dita "super gerente", autoritária, centralizadora, durona, comande o Conselho de Administração da maior empresa do Brasil, assessorada por centenas de técnicos, sem ao menos desconfiar que está na companhia de no mínimo quatro diretores corruptos, cujo roubo à Petrobras, segundo a PF, já ultrapassa R$ 20 bilhões.

Se Dilma não cobrou de seus diretores, deles foi parceira, companheira, aliada. Hoje estão presos quatro diretores que sentavam lado a lado com ela na Petrobras: Paulo Roberto Costa, Nestor Cerveró, Jorge Zelaya e Renato Duque. Presos por corrupção, improbidade administrativa, evasão de divisas, um sem número de crimes.

As delações feitas por empreiteiros apontam que ela, Dilma Rousseff, recebeu dinheiro de propina da Petrobras, intermediadas por estes mesmos diretores corruptos, para as suas campanhas eleitorais. Novamente, a grande gestora e a super gerente não sabia de nada. Imaginemos que nunca tenha feito uma reunião com os seus tesoureiros e marqueteiros para saber de onde vinha o dinheiro que pagou todo o tipo de jogada suja que compôs a estratégia da sua reeleição. 

A verdade é que Dilma conviveu por anos com quatro diretores da Petrobras que estão presos e que roubavam bilhões enquanto ela mandava e desmandava a empresa sentada na cabeceira. Ela diz que nunca soube de nada. Quem acredita que além de saber não foi ela a mentora intelectual de todo o esquema?

Nenhum comentário: