quinta-feira, 19 de março de 2015

OS DOIS LADOS DO MURO

Que todo homem é capitalista é uma premissa tão válida quanto: Todo homem é mortal. Ser socialista é apenas uma máscara. Na verdade, não existem homens socialistas porque, se existissem, abririam mão de suas próprias coisas em prol do outro e isso jamais ocorre com esse homem criado por Deus e que nunca será mudado.
Os comportamentos humanos são, em termos sociais, conservadores ou progressistas. Quanto mais igualdade (conceito material) mais se tende ao progressismo e quanto mais liberdade (conceito espiritual) mais se tende ao conservadorismo. Mas todos são capitalistas porque isso é da natureza humana igual.
Aristóteles ensinou que a sabedoria estaria no meio termo. Sendo assim, sábio seria ficar em cima do muro. Porém, não se gosta daquele que se posiciona dubiamente por que, na hora da decisão, corre para um dos lados comportando-se como adesista. Na verdade, não tem opinião ou tem dúvida sobre a melhor posição.
Conservadores querem manter as liberdades e os direitos já reconhecidos como naturais e os progressistas jogam tudo no lixo em nome da construção de um novo homem. Sempre existem aqueles que não tomam posição, mas são levados pela corrente vencedora do momento.
Os comportamentos do homem sempre capitalista são, em termos econômicos, liberalistas ou socialistas. Liberalistas querem o estado mínimo e socialistas querem o estado máximo. Em termos econômicos, o conservador é um liberalista e o progressista é um socialista.
O leitor deve saber que conservadores, capitalistas e liberalistas estão do mesmo lado direito de um muro e não têm diferenças entre si. Do outro lado do muro estariam os progressistas, socialistas e esquerdistas também sem diferenças entre si.
Nota-se, porém, que os estados com instituições conservadoras progridem muito mais que os socialistas. Outra coisa muito importante, mas muito importante mesmo, é saber que fascismo, nazismo, comunismo, darwinismo, evolucionismo, ambientalismo e socialismo estão do mesmo lado que se diz progressista. Veja só a confusão absurda que a natureza humana capitalista produziu.
Escrito por Navarro, Editor do Blog

Nenhum comentário: