sábado, 2 de agosto de 2014

O copo de água do papa Francisco e os cristãos de Mosul no Iraque

O Copo de água do papa Francisco
Postado por Frei Clemente Rojão OAAO 31/07/2014 no Blog do Frei - Ortodoxia Católica sem Frescuras!
Diante do Holocausto dos cristãos da Igreja católica caldaica em Mosul, seu completo extermínio, a notícia que o papa Francisco telefonou ao patriarca de Bagdá e manifestou "proximidade" é digna de causar risos.

Por certo sabia que algo neste sentido há. Sempre há. Boa saída. Quando eu for consolar uma mãe que perdeu todos seus filhos para bandidos vou manifestar minha "proximidade" por telefone e dar 10 reais. Fazendo muito mais que isso Pio XII foi chamado de nazista. A História não terá piedade do nosso querido santo padre. Pio XII é acusado de omisso sendo que escondeu judeus perseguidos praticamente debaixo de sua cama, sob o olhar de Mussolini, que ainda que não fosse anti-semita, não estava desejoso de afrontar o Fuhrer, especialmente quando dependeu dele para permanecer no poder. Pio XII pôs o pescoço a prêmio para salvar os de outra religião e é chamado de omisso, nosso Francisco vê os da própria igreja sendo mortos no Sudão, Egito, Síria, Nigéria e agora Iraque e dá um telefone demonstrando proximidade. Ou melhor, sou injusto com a questão da Síria: Ele bem deu uma chorada (sempre amplamente divulgada), vendo os cristãos crucificados lá. Próxima Páscoa lembrem-se do Santo Padre para interpretar Nossa Senhora das Dores. É, estou azedo. Uma diocese de uma igreja católica de dois milênios como a siro-caldaica é exterminada e vocês querem que não esteja azedo.

A Santa Sé pode muito, especialmente na diplomacia. Já usando as leigões de anjos de Deus, a Santa Sé é invencível. João Paulo II praticamente destruiu a União Soviética (logicamente homens de bem como Reagan e Thatcher fizeram sua parte também). Quero pensar que a Santa Sé está agindo em segredo. O livro "A História Secreta da Diplomacia Vaticana" conta alguns casos em que a Igreja teve realmente de ajudar com a mão direita sem deixar que a mão esquerda soubesse. E a ajuda que vai a países que perseguem os cristãos tem de ser dada por baixo dos panos mesmo, como se fosse dinheiro sujo. Imagine se a China descobrir ajuda financeira formal à Igreja perseguida lá. Mesmo assim, supondo que a Santa Sé está agindo ocultamente, o papa pode muito gritando dos telhados. Faz tempo que a ONU vem praticamente entregando os cristãos pelo mundo. Sei que na diplomacia não podemos "por o pau na mesa" mas dá para fazer muito, mas muito mais. Infelizmente o papa Francisco é um homem de muitas palavras, e poucas atitudes. Não, não quero uma nova cruzada com a guarda suíça. Mesmo quando as cruzadas acabaram, os papas de Avignon financiavam com seu dinheiro exércitos contra os infiéis que atacavam os poucos baluartes cristãos do Oriente Médio pós-cruzadas. Mas cruzadas também se fazem espiritualmente com a Igreja unida em oração, e esta arma é a mais mortal da Igreja. Não direi da Consagração da Rússia. Eu lembrarei que o próprio Francisco, convocando um dia de jejum e oração em 7 de setembro de 2013 pela Síria, fez. Não sei porque se esquece destas práticas. Será que perdeu a esperança nestes meios? Será que acabou o oba-oba do início do pontificado? Digam que estou com má vontade com o papa, digam a vontade... O fato é que estou já saturado do jeito falastrão de nosso pontífice, que enquanto se dedica a malhar os conservadores permitem que fracassos ambulantes como Maradiaga, Brás de Aviz e Baldisseri sejam eminencias pardas na política curial da qual ele tanto fala mal. 

A "Cor Unum" da Santa Sé também doou 40 mil dólares. Quanto às ofertas, o próprio Jesus disse que um copo de água dado tem valor. Não posso ir contra palavras de salvação, eu as recebo e sou obediente. A contabilidade de Deus é relativa, a do mundo é absoluta. Nada há de mais irritante que um mendigo que reclama do pouco que recebeu de esmola. Um copo de água tem valor, mas para botar em perspectiva, este é valor de 120.000 reais, o que não compra um apartamento numa cidade média brasileira, e mal compra três carros populares. Paga o salário anual de três funcionários diocesanos que ganham R$ 1500/mês, contando os encargos trabalhistas. Mas que se dane o dinheiro, um copo de água tem valor, disse Cristo. Pudessem a Santa Sé apenas doar uns agasalhos usados, seria bom. Mas saibam que 40 mil dólares é pouco dinheiro na conta absoluta do mundo. Mesmo a campanha da Fraternidade, que financia ONGs esquerdopatas e inimigas da Cruz, arrecada muito, mas muito mais. Só a Campanha da Fraternidade 2013 arrecadou no domingo cerca de 4.000.000 reais, ou seja, um milhão e meio de dólares (não sei e nem quero saber a de 2014). Sim, Nosso Senhor disse que um copo d'água tem valor... mas bem que poderia ter sido um galão de água... Bem que poderia ser o dinheiro para construir a horrorosa catedral de Belo Horizonte. Não, não estou sendo hipócrita, sei que o Vaticano não tem ouro para dar, mas o povo de Deus felizmente tem ouro, como o ouro que doaram a Moisés para fazer o tabernáculo. Quem quiser conhecer melhor as finanças do Vaticano, veja aqui. Porém se os levitas pedissem, o povo daria para a caridade. Coletas vem desde a época apostólica, São Paulo passou a sacolinha em Corinto pelos cristãos de Jerusalém.

Enfim, o fato é que não há mais cristãos em Mosul.
E as vezes me bate uma chateação e eu me pergunto se ainda há em Roma.

Nenhum comentário: