terça-feira, 15 de julho de 2014

A verdadeira face da "transformação" anunciada pela Dilma. Ou: Organização PT prossegue no golpe de estado comunista em câmera lenta

Por Aluízio Amorim
A verdadeira face da "transformação" anunciada pela Dilma
Dia desses a Dilma encheu a boca para anunciar um tal Plano de Transformação Nacional. Esse plano, conforme está delineado no site do PT, é nada mais nada menos do que uma arapuca para tentar dar o golpe final na democracia. Tudo exatamente como já aconteceu na Venezuela, Equador e Bolívia, a partir das diretrizes do Foro de São Paulo, a organização transnacional esquerdista fundada por Lula e Fidel Castro em 1990.

Por trás de um apelo que parece normal, ou seja, a reforma política, o PT esconde o golpe de Estado comunista do “socialismo do século XXI’.
Não se trata, como aliás já afirmei diversas vezes aqui neste blog, de um golpe de Estado clássico. O dito socialismo do século XXI usa a estratégia de obter o consenso e o apelo é a “reforma política”. E isso é colado de forma sorrateira à população e utiliza um estratagema focado no desgaste do Poder Legislativo.
Como se pode notar, o Poder Legislativo é a Geni da política brasileira. Esse desgaste do parlamento faz parte do próprio plano do PT de por fim à democracia representativa. Quem conspurca o Poder Legislativo é o próprio PT por meio do incentivo à corrupção. É o próprio PT quem criou a dita “base aliada”, por meio da compra de apoio parlamentar via emendas, distribuição de cargos, principalmente relacionados aos Ministérios que, sob o governo petista já somam 39 Pastas, algo inaudito na história política do Brasil.
Com o malogro do escândalo do mensalão, que foi a tentativa de compra direta dos votos de parlamentares para aprovar todos os projetos do governo, o esquema do Foro de São Paulo foi alterado. Houve um recuo tático para deixar baixar a poeira.
De lá para cá o PT vem desenvolvendo vários projetos para tentar transformar o Brasil numa república socialista baseada no modelo cubano, como foi feito na Venezuela.
As diretrizes do Foro de São Paulo são aplicadas de acordo com a realidade regional. Na Venezuela e Equador, dada à conjuntura histórica e política desses países, o comunismo avançou mais rapidamente. O Brasil, entretanto, pelas suas dimensões territoriais e instituições democráticas mais estáveis, pela diversidade e tamanho de sua economia, compõe, ainda, um bastião de resistência importante. Esta é a razão dos sucessivos recuos táticos do PT.
Pelo que se nota, o fato desse plano comunista do PT vir a público no embalo da Copa do Mundo e não é por acaso. A vitória da seleção brasileira era tida como favas contadas pelo PT e influiria positivamente na construção de um estado de bom humor das massas. Tanto é que pouco antes do início da Copa a Dilma assinou o decreto 8.243, já conhecido como “decreto bolivariano”, que cria os “sovietes”, ou seja, conselhos populares formados pelos movimentos sociais criados e dirigidos pelo PT que ocupariam o lugar do Legislativo, na formulação da as leis. O decreto todavia sofre forte rejeição dos parlamentares (fora os petistas, é claro) e o presidente da Câmara, promete por em votação o decreto legislativo que anula o decreto 8.243 baixado pela Dilma.

TRANSFORMAÇÃO COMUNISTA
O que não deixa de ser estranho é o fato da presidente da República anunciar um Plano de Transformação nacional. A primeira perguntar que sugere esse anúncio é que tipo de “transformação”. Essa pergunta não foi feita por nenhum veículo da grande mídia.
Até agora não se constatou na grande imprensa nacional qualquer matéria explique do que se trata essa “transformação”, ainda que os principais itens de mais este plano diabólico do PT para assassinar a democracia e a liberdade, estejam delineados no site do parttido, onde há, como não poderia deixar de ser, um vídeo com Lula desfiando aqueles discurso sorrateiro e mentiroso.
Diga-se de passagem, que há pelo menos um ano e meio Lula continua fugindo da imprensa como o diabo da cruz, depois que explodiu o escândalo envolvendo a sua amante Rosemary Noronha. Tanto é que Lula, que foi quem trouxe a Copa do Mundo para o Brasil, não teve coragem de aparecer em nenhum dos jogos do Brasil. 
Pois bem. O Plano de Transformação Nacional do PT, não passa de um esquema de golpe comunista de estilo bolivariano, como ocorreu na Venezuela. Na verdade é um pacote de medidas que busca alterar de forma profunda o regime político brasileiro. A começar pela convocação de uma Assembléia Constituinte Exclusiva que iria escrever uma nova Constituição, evidentemente dentro dos cânones petistas, de viés comunista, haja vista para o decreto 8243 que faz tábula rasa da democracia representativa.
O tal Plano Nacional de Transformação prevê a reestruturação política, urbana, federativa e dos serviços públicos. Notem-se que lá parece a questão “urbana” que coincide com a invasão de propriedades privadas nas grandes cidades brasileiras para criar um clima de debate sobre o tema. Aliás, esse esquema já se iniciou em São Paulo, principalmente, com o movimento sem-teto invadindo propriedades privadas, como terrenos e edifícios, enquanto o chefete dos invasores, Guilherme Boulos, foi convidado pela Folha de S. Paulo para escrever semanalmente no jornal. Incrível, não?
Portanto, em linhas gerais, o Plano Nacional de Transformação que está sendo deflagrado pelo PT e o Foro de São Paulo, é resumidamente o que acabei de expor. A dita “transformação”, é nada mais, nada menos, do que a transformação do Brasil numa República Comunista, embora aos incautos possa parecer um conjunto de medidas de avanço democrático.
É que o movimento comunista do século XXI, com já adverti, não opera mais como no passado na base da violência, da guerrilha, mas se utilizando das próprias instituições democráticas. A fase golpista ocorre quando já se verifica um estado avançado de lavagem cerebral coletiva que se opera principalmente no âmbito cultural, por meio da escolas, universidades e, particularmente, pelos grandes meios de comunicação.
Notem que o PT está há 12 anos no poder. Já existe uma geração que foi submetida a essa lavagem cerebral constante embalada pela ideologia do "pensamento politicamente correto". Quando o PT chegou ao poder um jovem hoje era uma criança de 10 anos de idade. Hoje está com 22 anos!
Em síntese é isto que está acontecendo. Uma espécie de golpe de Estado comunista em câmera lenta.

Nenhum comentário: