sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

As bases do estado conservador

O ser humano criado por Deus tem direitos naturais independentemente da existência do estado. Nenhum direito do homem depende do estado. O estado é apenas um mal necessário porque há socialistas filhos do anjo decaído que se infiltram entre os filhos de Deus com o objetivo de mentir, roubar, matar e agir contra a sociedade capitalista que precisa, justamente pela existência daqueles que se dizem socialistas, de um estado pacificador de conflitos entre seres humanos sempre diferentes entre si. Nesse sentido, o estado conservador é o estado mínimo porque nada construtivo vem do estado, esse monstro que hoje se travestiu de salvador da raça humana, mas é seu algoz.

Os trabalhadores têm nacionalidade, sim, assim como têm direitos naturais de vida, de liberdade, de propriedade, de constituir família, de exercer um papel social, de conquistar o poder político (que no estado conservador é mínimo), de ser feliz e, acima de tudo, de acreditar no paraíso celeste que é o único verdadeiro em oposição ao estado socialista que promete o inexistente paraíso terrestre semelhante àquele da Coreia do Norte onde todo homem foi transformado em chorão de praça pública. Se não quiser chorar em praça pública, será preso e levado para campo de concentração onde trabalhará de graça até morrer pelo deus Kim.

O isolamento nacional e os antagonismos entre os povos desaparecem de dia para dia com o desenvolvimento material do homem conservador, com a liberdade de comércio, com o mercado mundial, com a uniformidade da produção industrial e com as condições de existência natural que lhe correspondem.

Mas o socialista no poder, objetivando destruir o ser humano, promove guerra entre estados que é a mesma guerra que promove entre seres humanos visando escravizá-los em nome das mais diversas mentiras.

O socialista convencido pela própria soberba de que é o deus de si próprio e dos outros, ou por estudada maldade, declara que há exploração do homem pelo homem e propõe abolição das fronteiras entre estados dizendo que assim cessariam a exploração e a hostilidade entre nações.

É outra grande mentira que o socialista, ideólogo, darwinista e filho do rabudo prega todo dia nos jornais do mundo inteiro. O objetivo é a criação do governo mundial em curso. Se o estado mínimo precisa ter algum recurso é só para combater às tentativas de socialismo internacional promovidas pelos dirigentes do governo mundial.

É necessário que o trabalhador conservador saiba que o socialista recebe dinheiro da Fundação Rockfeller, da Fundação Ford, do Bill Gates e de outros seres humanos gananciosos desejosos de dominar o mundo por intermédio de algum monopólio prometido por algum socialista que se deseja o deus do governo mundial socialista (Ouça aqui o que é o governo mundial). Reaja contra isso! Estude! Informe-se! Não deixe os que se dizem socialistas escravizá-lo.

Veja mais:

Por Navarro

Tags: não há luta de classes, liberdade independe do estado, liberdade é dom divino, governo mundial, estado totalestado mínimo, estado pacificador de conflitos, chorão de praça pública, deus Kim, darwinismo, paraíso celeste, paraíso terrestre, soberbia do socialista, mentira do socialista, monopólios socialistas

Nenhum comentário: