quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Apresentação do Manifesto do Partido Conservador

Manifesto do Partido Conservador
O manifesto do Partido Comunista escrito por Marx e Engels em 1848 começa assim: Um espectro ronda a Europa – o espectro do comunismo (ver aqui, p. 5). Era a mais pura verdade: O comunismo ou o socialismo era e ainda é um espectro horrendo, perigoso e brutal que ronda a natureza humana, essencialmente capitalista em todos os tempos.

O espectro socialista predito por Marx instalou-se na Rússia em 1917 e na Alemanha em 1933. O resultado da instalação do socialismo nos dois países foi sessenta milhões de mortos só no tempo da segunda guerra mundial.

O objetivo principal dos socialistas que iniciaram a Segunda Guerra Mundial era matar seres humanos de qualquer dos lados. Antes daquela guerra, o chefe dos esquerdistas (Stalin) já havia assassinado 20(vinte) milhões de compatriotas russos e Hitler (o subchefe) já matava judeus (na verdade, alemães) aos milhares. Não importava de que lado estava o morto. O importante para os psicopatas esquerdistas é que morressem muitos filhos de Deus. De preferência todos mortos.

Os criadores dos assassinos socialistas citados no parágrafo anterior não foram derrotados ao término da Segunda Guerra em 1945, muito menos pela queda do Muro de Berlim em 1989, haja vista que continuam a impor mundo afora os mesmos pensamentos destruidores do ser humano.

Nos Estados Unidos, Barack Obama promove o aborto, casamento gay e tudo aquilo que importe em destruição da família. Na América Latina, o Foro de São Paulo patrocina ditaduras socialistas como as de Cuba, Venezuela, Bolívia, Argentina e Brasil. Na Europa, a União Europeia persegue países que não seguem a cartilha socialista, como é o caso da Hungria. Na Rússia, Vladimir Putin representa a continuidade da ditadura socialista da KGB.

Na China, o partido único é o dono das vidas de todos os escravos que conseguiram nascer à revelia da política do filho único que provocou desequilíbrio na população chinesa (710 milhões de homens e 590 milhões de mulheres). Os chineses abortam ou matam ao nascerem mulheres (preferencialmente) e essa preferência provocou 120 milhões de abortos só de mulheres nos últimos 30 anos. É o mal agindo na sua principal essência, a eliminação da vida na face da terra.

Na verdade, não há país do mundo que não tenha sido conquistado pela cartilha exposta no manifesto comunista. Outro perigo pouco percebido nos dias de hoje é o espectro do governo mundial travestido de capitalista, mas essencialmente uma ditadura escravagista ao estilo da chinesa em que aproximadamente quinhentos dirigentes do Partido Comunista são donos das coisas, dos corpos e das vidas dos um bilhão e trezentos milhões de habitantes daquele país.

Nesse mundo, essencialmente anticristão, não existe pessoa ou partido conservador que não tenha sido acusado de capitalista selvagem, ou que não tenha sido criticado por ser portador de um dos sete pecados originais, simplesmente por defender a propriedade, a liberdade econômica, a instituição da família ou por se opor ao totalitarismo socialista.

Desde a publicação do manifesto comunista que o homem essencialmente capitalista é o inimigo sempre presente nos delírios do criador da maior arma de destruição dos filhos de Deus: a exploração dos defeitos da natureza humana. Lenin, o primeiro ditador socialista ditou uma das principais regras dessa arma de extermínio do homem capitalista: “Acuse-os adversários do que você faz, chame-os do que você é!” (veja aqui)

Decorre desses fatos que o capitalismo é a força que representa o ser humano criado por Deus e que construiu toda a riqueza existente atualmente. Decorre também que o socialismo é um sistema inventado por Marx com o fito de nos exterminar, cumprindo os desígnios do anjo decaído.

Assim sendo, este Manifesto do Partido Conservador imita o Manifesto Comunista não por falta de criatividade, mas para desmascarar aquela ode à loucura, ode à morte ou à extinção do ser humano em nome da criação de um novo homem sem Deus.

Portanto, iniciamos o manifesto com a primeira e única verdade daquele libelo marxista, um inequívoco incentivo à morte: Um espectro ronda o Brasil: o espectro do socialismo.

A ditadura socialista da Organização PT tem, em todos os jornais de São Paulo, do Rio e das outras médias e grandes cidades, chefes de redação amestrados no esquerdismo sanguinário contra cristãos e contra honestos trabalhadores sempre capitalistas.

O espectro socialista que tomou conta do Brasil é tão forte, tão dominante, tão totalitário que não há nenhum partido que se diga capitalista ou conservador. O medo é extremo. O terror é imenso. Todo político tem medo de defender o livre mercado. Todo político mede as palavras para não cair na sanha destruidora de reputações instalada nos jornais e nos blogs esquerdistas pagos pelo governo totalitário da Organização PT.

É tempo de defender a liberdade, a vida, os bons valores e a verdade opondo este manifesto conservador contra a miséria material e espiritual imposta pelos partidos igualitários, esquerdistas, totalitários e eliminadores da vida na face da terra.

Com esse fim, um grupo de conservadores, de capitalistas, de seres humanos que pensam sobre a continuidade da vida e da liberdade reuniu-se e lançou este manifesto:

Veja mais:
Apresentação do manifesto conservador
Da luta do trabalhador conservador contra o explorador socialista
Sobre o constante progresso do homem capitalista
O aparecimento do socialista como o joio no meio do trigo ou como assassino
O Homem Conservador é tu lutando por tua vida e o comunista é o teu falso amigo ou: O capitalista conservador nos costumes e liberal na economia
O socialista é um exterminador do futuro de qualquer vida material ou espiritual
Homem Conservador: O fruto do teu trabalho é somente teu e só será do socialista preguiçoso se tu quiseres
As bases da família e da educação conservadora
As bases do estado conservador
A religião do homem conservador
Propostas do Manifesto do Partido Conservador
Manifesto do Partido Conservador ou Manifesto Capitalista
História do Partido Conservador
Identidade do Partido Conservador

Nenhum comentário: