segunda-feira, 10 de junho de 2013

O SOCIALISMO DESTRUIU A ECONOMIA DA VENEZUELA. A escassez de alimentos (e a fome) torna-se dramática. Se o Brasil continuar no rumo petista socialista, então haverá escassez aqui

CRISE NA VENEZUELA! ESCASSEZ DE ALIMENTOS TORNA-SE DRAMÁTICA!
Por Aluízio Amorim no Blog do Aluízio Amorim

Esta é a situação na Venezuela: escassez total e dramática!
Notícias que chegam via Twitter ao blog revelam que a crise na Venezuela vai adquirindo contornos trágicos. Leitores do blog relatam que a escassez de gêneros de primeira necessidade, sobretudo alimentos, se acentua. Falta também papel higiênico. O Governo de Nicolás Maduro, o usurpador, ameaça adotar o cartão de racionamento, que foi apelidado de "papachip".

A foto acima que circula intensamente pelas redes sociais e que me foi enviada por leitor venezuelano, mostra as gôndolas de diversos supermercados completamente vazias.

Essa dura realidade vivida pelos venezuelanos era previsível. O finado tiranete Hugo Chávez e sua loucura comunista bolivariana expropriou fábricas de alimentos, fazendas, impôs a regulamentação de preços e destruiu a economia do país.

A dramática escassez que o país enfrenta foi destaque no jornal espanhol ABC, que reproduzi aqui no blog em mais um post exclusivo.

A grande imprensa brasileira e internacional escamoteia estas informações. Com raras exceções mostra o que ocorre na Venezuela, já que as redações dos jornais, televisões e agências de notícias internacionais são controladas pelos comunistas do século XXI. Esses jornalistas militantes na Venezuela são denominados "bolivarianos", no Brasil são conhecidos como "petistas e lulistas", nos Estados Unidos, são os "obamistas" Desta forma, quem vê apenas televisão e lê os grandes jornais fica completamente desinformado.

É importante que os prezados leitores do blog compartilhem estas informações utilizando as redes sociais, como o Facebook, Twitter e também por redes de e-mail.

Aqui abaixo estão as redes sociais e e-mail para realizar o compartilhamento. Esta é a única forma de furar o bloqueio do jornalismo sabujo que domina as redações dos grande veículos de comunicação.

Nenhum comentário: