segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

VEJA FOTO DOS NOVOS DITADORES DE CUBA. Raúl Castro, o assassino nº 2 de Cuba, terá mais cinco anos de mandato; surge nome do possível sucessor

Foto do futuro ditador comunista cubano. Do blog do Aluízio Amorim

Miguel Díaz-Canel: o futuro ditador comunista cubano.

O texto abaixo é de Reinaldo Azevedo no blog www.veja.abril.com.br/blog/reinaldo/

Raúl Castro, irmão de Fidel, foi confirmado neste domingo pela Assembleia Nacional para mais um mandato de cinco anos — o seu último, segundo ele mesmo — à frente da Presidência de Cuba. Que generoso! Fará 81 anos em junho. Com 86, promete largar o osso. Em 2018, a dupla completará modestos 59 anos no poder. Era esse regime que aquela súcia aplaudia por aqui, enquanto agredia Yoani Sánchez. É disso que eles gostam. Abaixo, reproduzo trecho de um texto publicado no Estadão. Antes vejam esta foto, que mostra o estadista quando jovem, vendando com dedicação burocrática os olhos de um homem prestes a ser fuzilado. O regime fez 100 mil vítimas — pelo menos 17 mil foram fuziladas depois da vitória dos irmãos carniceiros.

O presidente cubano, Raúl Castro, reeleito ontem pela Assembleia Nacional para seu último mandato de cinco anos, disse que a escolha de Miguel Díaz-Canel, de 52 años, como o primeiro vice-presidente do Conselho de Estado – na prática, o favorito na linha de sucessão – é o início da “transferência paulatina e ordenada de poder para as novas gerações”.

“É um passo definitivo na configuração da futura direção do país”, disse Raúl em seu discurso. “A renovação é um processo que deve continuar nos próximos cinco anos, e prosseguir de maneira ininterrupta, para evitar que não tenhamos uma reserva de quadros preparados.”

Com a aposentadoria de Fidel e Raúl, Cuba terá, pela primeira vez, um líder de fora da família Castro a partir de 2018, quando os irmãos completariam quase 60 anos no poder. Para muitos cubanos, no entanto, a saída da velha guarda não significa necessariamente mudança.

“Entendo que tem de haver uma renovação no poder com mais gente jovem ocupando os altos cargos do governo. Contudo, precisamos de jovens com mentalidade jovem. De nada adianta que venham jovens com a mesma mentalidade dos velhos. Isso não vai resolver os problemas dos cubanos”, disse o economista e analista político Oscar Espinosa Chepe.

O especialista, que integrou os quadros do Partido Comunista Cubano (PCC) por quase 20 anos antes de passar para a dissidência, afirmou que Díaz-Canel, por toda sua carreira no governo, “sempre manifestou total lealdade a Fidel e a Raúl”. “Não acho que ele seja um homem de mudança. Ele sempre foi muito fiel (aos irmãos Castro). Precisamos de jovens com um pensamento renovado, para levar a cabo as transformações que Cuba requer neste momento. Precisamos de vontade de mudança entre os líderes do país, não continuidade, principalmente em virtude da iminência do risco da perda do vínculo com a Venezuela.”
(…)

Tags: Cuba, Raul Castro, Fidel Castro, Miguel Diaz-Canel, sucessor de Raul Castro, Oscar Espinosa Chepe, Vice-Presidente de Cuba, Yoani Sánchez, foto de execução em Cuba

Nenhum comentário: