segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

O PT tem um projeto de poder. Não importa que, para mantê-lo, o futuro do país seja destruído. Ou: Eleitor subsidiado, país sucateado

Eleitor subsidiado,país sucateado.
Publicado no blog CoroneLeaks (Coturno Noturno)
O editorial do Estadão confirma que a indústria de bens de consumo caiu 1%, contra 2,7% em todo o segmento industrial, porque o governo petista subsidiou fortemente carros e eletrodomésticos, para que a "nova classe média" pudesse continuar consumindo. Mesmo assim, o país teve que apelar para importações, pois a indústria não deu conta de produzir.

A Folha de São Paulo, por sua vez, em longa reportagem, informa que os programas sociais petistas consomem a metade dos gastos federais. Recursos pagos diretamente a famílias representaram mais da metade -exatos 50,4%- das despesas do governo federal no ano passado, excluídos da conta os encargos da dívida pública. Dados recém-apurados da execução orçamentária mostram que o montante chegou a R$ 405,2 bilhões, distribuídos entre o regime geral de previdência, o amparo ao trabalhador e a assistência. Trata-se de 9,2% do Produto Interno Bruto, ou seja, de todos os valores recebidos pela população e pelas empresas instaladas no país.

O Globo, por outro lado, informa que as desonerações tributárias de quase R$ 50 bilhões, juros mais baixos da história e crédito abundante que estiveram presentes na economia brasileira em 2012, não foram suficientes para fazer os investimentos e o Produto Interno Bruto (PIB, conjunto de bens e serviços produzidos no país) deslancharem. O pibinho vai fechar em 1%.

Em dois anos de governo, Dilma Rousseff, reajustou benefícios do Bolsa Família, que passaram a ser calculados para que as famílias com filhos possam ultrapassar a linha da miséria, fixada em R$ 70 mensais por pessoa. Em consequência, a despesa com a clientela de 13,9 milhões de famílias saltou de R$ 13,6 bilhões, no fim do governo Lula, para R$ 20,5 bilhões no ano passado. Um aumento de 50%!

O PT tem um projeto de poder. Não importa que, para mantê-lo, o futuro do país seja destruído. Não existe um só indicador que possa mostrar que o futuro do país está no rumo certo. Para continuar no poder, o PT esta subsidiando o eleitor. E, lentamente, quebrando o país.

Nenhum comentário: