domingo, 6 de janeiro de 2013

POLÍTICO RUSSO SUGERE LEGALIZAR POLIGAMIA PARA AUMENTAR NASCIMENTOS

Líder ultra-nacionalista discursou no parlamento e recebeu apoio
Texto: Notícias R7

Será que a mulher do político aí gostou da ideia?
Foto Sergei Karpukhin/Reuters

Desde o fim da União Soviética, a Rússia vem sofrendo com o declínio populacional. O número de nascimentos é bem menor que a quantidade de mortes e o governo não sabe muito bem o que fazer para reverter esta situação. Quer dizer, alguns governantes mais, digamos, abusados, até sabem. Um deles quer legalizar a poligamia.

Na terça-feira (19), o político ultranacionalista Vladimir Zhirinovsky sugeriu uma série de medidas no Parlamento do país. A maioria delas era plausível. Segundo o líder do Partido Democrata Liberal, o governo deveria dar mais dinheiro ao primeiro filho de cada casal, o que, segundo o político, “diminuiria o número de abortos pela metade”.

No entanto, a medida mais polêmica seria legalizar a poligamia na Rússia. Para Zhirinovsky, os homens deveria poder se casar com duas mulheres ao mesmo tempo. Isso, com certeza, faria o número de nascimentos aumentar bastante no país, segundo a estranha ideia do político.

Alguns ministros apoiaram as ideias de Zhirinovsky e, até mesmo, disseram que o presidente Dmitry Medvedev gostou de algumas medidas propostas pelo ultranacionalista. Resta agora saber o que o líder russo achou tão interessante.

Desde o colapso do comunismo no país, em 1991, a população caiu de 148 milhões para 142 milhões de pessoas. Entre os fatores que contribuíram para o declínio estão as dificuldades econômicas e a alta quantidade de alcoólatras na Rússia.

Nenhum comentário: