sábado, 17 de novembro de 2012

OS INDÍGENAS BRASILEIROS NÃO QUEREM MAIS TERRA, MAS QUEREM SAÚDE, EDUCAÇÃO, SANEAMENTO, EMPREGO, UNIVERSIDADE E TER O CONFORTO DA CIVILIZAÇÃO

Por CoroneLeaks (Coturno Noturno)
Para refletir e divulgar.

Há muito tempo, interessado pelo assunto "terras indígenas", cuja legislação é um dos maiores absurdos existentes no Brasil, este blogueiro buscava uma figura que representasse o quanto de riqueza o nosso país perde mantendo uma imensa área produtiva abandonada, por entender que os índios precisam de terra e não de políticas públicas.


Creio que a figura acima ilustra bem o tamanho do problema. Clique na imagem para ampliar. Os índios brasileiros, conforme a pesquisa divulgada abaixo, não querem mais terra. Querem saúde, educação, saneamento, emprego, ir para a universidade, ter o conforto da civilização. A FUNAI, o CIMI, as ONGS internacionais e uma parte retrógrada do governo petista, aquela que exerce o atraso em nome dos "movimentos sociais" luta para manter os índios brasileiros na miséria, para tutelá-los e dominá-los.

Nos Estados Unidos da América, 1,6 milhões de índios vivem em 22 milhões de hectares. É o triplo de índios do Brasil, vivendo em 20% da terra que aqui a eles é destinada. Não há dúvida alguma que, lá, os índios vivem muito melhor. Lá vivem como os daqui querem viver, se o governo petista permitir e não continuar oferecendo mais terra para que as covas sejam mais largas.
Postado por O EDITOR às 12:41:00 0 comentários

Tags: indígenas brasileiros, STF, esquerdismo, terras indígenas, Mato Grosso, Roraima

Nenhum comentário: