quarta-feira, 25 de agosto de 2010

A MÍDIA TAMBÉM AJUDA NO AUMENTO DO TAMANHO DO ESTADO.


Capa da Revista Veja de 23 de janeiro de 2008.

Veja, Época, Isto é e Carta Capital são os quatro principais semanários nacionais do Brasil. Dentre esses citados, a Revista Veja é a que menos contribui para o aumento do tamanho do estado. A que mais contribui é a Carta Capital. Época está perto da Veja e Isto é está perto da Carta Capital.

Prosseguindo no assunto de aumento contínuo do tamanho do estado, Lew Rockwell descreve a contribuição da mídia no estado americano da seguinte maneira:

“Sempre nos dizem que a grande mídia é oposição ao governo, qualquer que seja ele - um mito muito útil para ambos. Na realidade, governo e mídia são aliados em todos os assuntos fundamentais.

Tomando-se o exemplo para apenas uma área, a mídia sempre estimula a expansão estatal ao papaguear as declarações econômicas do governo: seja a última enganação declarada pelo Banco Central, sejam algumas alegações presidenciais sobre cortar gastos, toda a mídia nada mais é do que uma câmara de ressonância.

O governo, sendo a instituição dominante em nossa sociedade, utiliza a mídia como o fiel da balança que vai determinar quais os limites aceitáveis da opinião popular; e ele faz isso por meio dos interesses especiais que controlam grande parte da publicidade veiculada na mídia.

Por exemplo, nada seria melhor para o país, e pior para a burocracia, do que a abolição do imposto de renda físico e jurídico, bem como a abolição do Banco Central. Mas tais idéias jeffersonianas são logo rotuladas de extremistas e indignas de consideração, graças ao conluio entre governo, mídia e grupos de interesse.”


Aqui no Brasil, a mídia contribui tanto para aumento do estado que há maioria de jornalistas trabalhando a soldo do governo. Existem revistas que não teriam nenhum assinante se não fosse a contribuição indireta de órgãos oficiais. Essa mídia cooptada ou criada pelo governo contribui não só para o aumento do estado quanto para o fim da democracia.

Tags: Veja, Época, Isto é, Carta Capital, fim da democracia, aumento do estado, crescimento do estado

Nenhum comentário: