quinta-feira, 8 de julho de 2010

ENCONTRO COM O PASSADO DE LAMPIÃO.





Estou de férias no Sergipe. Saí do hotel em Aracaju às 6:50. Meu destino era Usina Hidrelétrica de Xingó no Rio São Francisco. No caminho passei pelas cidades de Areia Branca, Itabaiana, Poço Redondo e Canindé. O último Município é o local da barragem da Usina.

Areia Branca foi uma antiga capital do forró. Tem 17.000 habitantes, mas com um forródromo para cem mil espectadores. São os exageros incompreensíveis da falta de planejamento.

Itabaiana com 80.000 habitantes é a cidade da cebola e dos caminhoneiros. A cultura local é comer muita cebola de manhã, de tarde e de noite. Também se conta que o macho quer ser caminhoneiro desde cedo. Com 17 anos já dirige caminhões. A cidade está cheia de carcaças de carrocerias destruídas ou em conserto. Os jovens caminhoneiros morrem cedo e deixam muitas viúvas.

Poço Redondo é a cidade que Lampião morreu. Ele nasceu Virgolino Ferreira da Silva em Vila Bela (Pernambuco), mas morreu junto com capangas em Anjicos, distrito de Poço Redondo no Estado de Sergipe. O curioso é que ninguém quer saber onde Lampião nasceu.

Conta-se que um fazendeiro malvado matou os pais de Lampião e lhe tomou a fazenda. O herói de muitos do povo, mas odiado por fazendeiros e outros que sofreram seus desmandos, resolveu vingar-se. Arregimentou companheiros de armas e de infortúnio e saiu a procura do assassino. Porém não sabia onde encontrá-lo.

Obrigava jovens inocentes a caminhar até a fazenda de determinado fazendeiro. Chegando ao local, não reconhecia o antigo malfeitor, mas lhe cobrava proteção sob pena de morte. Precisava do dinheiro para continuar procurando sua vítima. Nunca encontrou.

A fama cresceu, os jovens obrigados a mostrar caminhos odiaram-no para sempre e os fazendeiros também. Restou parcela do povo solidário nos sofrimentos de Lampião por ter perdido injustamente o pai e as propriedades.

Encontrou a morte em Poço Redondo que lhe reservou uma minúscula praça do tamanho de uma casinha de 100m². Os executores foram soldados do governo que tinham obrigação de prender aquele tipo de marginal que fez fama como antiherói.

A próxima cidade da nossa viagem foi Canindé do São Francisco. A barragem de Xingó trouxe grande progresso ao Município. O turismo já é o segundo do Estado do Sergipe. Entramos no catamarã às 11:30. Fizemos um passeio pelo lago. Existem antigos canions que mostram lindas paisagens. Voltamos do passeio às 15:00. Almoçamos e voltamos a Aracaju chegando às 19:30. Excelente passeio.

Tags: passado do Lampião, Lampião, Poço Redondo, barragem de Xingó, UHE Xingó, Areia Branca, Itabaiana, nascimento de Lampião, Vila Bela/PE, Rio São Francisco

Nenhum comentário: