sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

SOBRE A ESSÊNCIA DO CAPITALISMO


A liberdade de produzir o que quiser, de aplicar capital no negócio que dá maiores taxas de retorno, de trabalhar menos, de ser servidor público, de correr ou não correr riscos, tudo isso é condição de existência na sociedade capitalista, a qual, diferente do socialismo, valoriza as iniciativas de produção privada.

A teoria desenvolvida para descrever a essência do capitalismo é a da concorrência e a da competição. Portanto não se fala em cooperação ou ajuda ao próximo. Fala-se em ganhar, levar vantagem e vencer sempre. O dono do capital sempre busca ganhar. Essa é a luta do homem capitalista, seja ele empresário ou trabalhador.

A essência do capitalismo é a busca do lucro, mas não é só o dono do capital que busca lucrar. O trabalhador também quer ganhar cada vez mais. Aproveitando-se disso, o dono do capital faz o trabalhador aumentar a produtividade com incentivos que o fazem trabalhar ao máximo de sua capacidade.

A metáfora da carroça da produção serve para descrever a essência do capitalismo: Assim como um animal puxa a carroça correndo atrás de um prêmio amarrado na sua cabeça, a essência do capitalismo é o homem capitalista correndo atrás do lucro como se ele fosse um prêmio. Porém, quem fica com toda a produção capitalista e com o eventual lucro é a sociedade (A Caixa Econômica fica com quase toda a arrecadação da loteria).

No entanto, a Administração Pública garante lucro (é como garantir que basta jogar na loteria para ganhar). A Administração ainda permite adição de custos indiretos, devolve impostos diretos devidos pelo empresário e o protege com pagamento das despesas de posse do capital, tais como seguros, equipamentos, manutenção de escritórios de administração e, por fim, restringe a concorrência, pois essa apropriação de despesas e custos indiretos não faz parte do mercado em concorrência e sim do mercado monopolista.

Esse grave erro (acréscimo de BDI) aumenta os preços dos objetos licitados em percentuais que variam de 20% a 200%. Concluindo, a essência do capitalismo não é o lucro certo, mas é a busca incerta dele. E pensar que alguém inventou o estado socialista só para acabar com o lucro (mais valia). Na verdade, acabou com o ânimo de o homem lutar ou trabalhar por algo.

Tags: essência do capitalismo, levar vantagem, busca do lucro, carroça de produção, BDI

Nenhum comentário: