quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

TODO SER HUMANO É CAPITALISTA


O homem é proprietário de coisas desde os tempos bíblicos. Se o homem é proprietário, então ele é capitalista. Todo homem é proprietário do corpo que ocupa e do trabalho que vende. Não existe ser humano que não seja capitalista.

Só a coisa pública é socialista. Seja o estado capitalista ou socialista, a coisa pública deve ser socializada porque todos são iguais proprietários da coisa pública. O homem que se diz socialista comete o engano de desejar a coisa do próximo porque considera que a propriedade do outro é igualmente dele.

Esse engano explica o insucesso do estado socialista que eliminou a propriedade e, sem querer, eliminou a vontade de trabalhar para ter coisas. O homem que vive no estado socialista tem o seguinte pensamento: Para que trabalhar se o resultado do meu trabalho não será meu ou; para que trabalhar se o estado é o único dono e deve prover-me ou; enquanto eu não for dono das minhas coisas não vou trabalhar para esse único dono do estado socialista.

Todo homem é capitalista e deve ter direito de propriedade. No entanto, ele precisa do estado para resolver seus conflitos de propriedade. A solução é um estado capitalista que defenda a propriedade do cidadão. Porém, as coisas do estado, os servidores e agentes públicos e os serviços prestados pelo estado são de propriedade socialista (de todos igualmente). Perceberam o engano do estado socialista? Ele capitalizou as coisas do cidadão e socializou o cidadão.
NAVARRO
Tags: propriedade capitalista, propriedade socialista, homem capitalista, homem socialista, conflitos propriedade

3 comentários:

Anônimo disse...

Navarro, meu caro. No socialismo a "propriedade" a ser socializada é a dos meios de produção, ok? Não é todo e qualquer tipo de propriedade.

Guarde isso.

Abraço.

NAVARRO disse...

O que é meio de produção para você? Por que o trabalha do cidadão não seria meio de produção?
Qual o tipo de propriedade que restou no estado socialista cubano?

Daian Douglas disse...

Prezado, o homem não e' capitalista por ser proprietário. O homem nem e' capitalista por natureza. O homem se torna capitalista quando explora seu capital (ou de outrem) com objetivo de lucro. E isso nem sempre foi assim, pois a propriedade dos tempos biblicos servia para o sustento de uma família ou comunidade e não para o lucro. Concordo contigo que nenhum sistema deva ser imposto sobre a sociedade, e desse modo nem o capitalismo deve ser pregado como algo natural, que sempre existiu. Essa concepção e' tão danosa quanto a imposição do comunismo ou do socialismo.