quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

SOBRE REFORMA POLÍTICA E COLIGAÇÕES PARTIDÁRIAS - EMENDA CONSTITUCIONAL 97/2017


A Emenda Constitucional 97/2017 proibiu as coligações entre partidos nas eleições proporcionais (deputados e vereadores) a partir de 2018. Isto é, coligações ainda valem em 2018, mas não mais valem nos anos seguintes.

As coligações permanecem permitidas nas eleições majoritárias (prefeito, governador, senador e presidente), mas o Partido Conservador não pretende fazer coligação em nenhuma eleição, haja vista que a coligação engana o eleitor.

O objetivo da reforma da Emenda 97 é fortalecer os partidos políticos por meio da negativa de recebimento dos recursos do fundo partidário, bem como por intermédio da proibição das coligações proporcionais.

No entanto, o fortalecimento da estrutura partidária depende muito mais de o partido mostrar sua verdadeira natureza do que do recebimento de recursos do governo.

Porém, a proibição de coligações proporcionais foi uma boa medida de fortalecimento dos partidos brasileiros, haja vista que os mesmos deverão ter musculatura para lançar candidatos em todas as vagas sem recorrer aos compadrios proporcionados pelas coligações.

Nesse sentido, entende-se que a proibição de coligações, apesar de não ter sido total, foi boa para o PACO por que o Partido terá que buscar candidatos em todas as vagas e em todos os níveis e demonstrar qual o verdadeiro pensamento conservador que pretende fazer prevalecer na política nacional.

Bom seria que tivesse sido aprovado o voto distrital por que, aí sim, seria uma grande reforma política que baratearia as eleições e aproximaria mais o candidato dos eleitores.

Mesmo assim, segundo conhecedores da política, a tendência da reforma aprovada é o desaparecimento de metade das atuais legendas registradas. Haverá fusões e incorporações e o surgimento de mais partidos situados a direita do espectro político. Pena que o voto distrital não foi aprovado.

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

21 - UM MODELO DE CONSTITUIÇÃO DOS ESTADOS DO BRASIL - Ou: a essência de uma Constituição Estadual é a independência na formulação e aplicação das leis confirmando a característica federalista de um novo país no Brasil.

Resultado de imagem para imagens de constituição do império do brasilO modelo proposto de constituição dos estados reproduz a Constituição proposta para o Brasil, excluindo as competências federais e municipais. As diferenças com os estados atuais são muitas tanto no conteúdo quanto nos 57 estados criados.

Uma das diferenças é a inexistência do Distrito Federal, mas há o Estado do Distrito Federal, que incorpora o atual entorno de Brasília, cuja capital é Brasília que é, ao mesmo tempo, a capital do Brasil. Não há nenhum conflito nisso, haja vista que cada esfera política cuida de assuntos diferentes.

A relação dos municípios integrantes da unidade federativa está no primeiro artigo do modelo proposto para o Estado do Distrito Federal e é, necessariamente, coincidente com a relação contida no artigo 52 da proposta de constituição para o novo Brasil.

É importante registrar que é prerrogativa do governador do estado a escolha do militar que seria membro do Conselho do Brasil por um ano. Esse Conselho dirige o Ministério da Educação, da Saúde, do Exército, da Marinha e da Aeronáutica com exclusividade e completa independência das outras esferas de poder.

O poder legislativo do estado pode alterar todas as leis que lhe seriam outorgadas pela Constituição do novo Brasil, mas a alteração só valeria para o Estado, podendo um estado ter pena de morte e outro não.

Registre-se que a alteração das leis feitas pelo Congresso Nacional só valeria para os territórios do Brasil, para o exterior e para os assuntos que os estados não legislam, sendo exemplo as legislações do Banco Central e das Forças Armadas.

O poder executivo do estado teria competência exclusiva para planejar e realizar todos os concursos de admissão de servidores públicos, inclusive de juízes e servidores dos outros poderes. Sendo que ao poder judiciário caberia apenas e exclusivamente a aplicação das leis.

Ainda, o ministério público do estado tem exclusividade da ação penal pública nos crimes descritos em todos os códigos integrantes da Constituição do Estado e do Brasil, mas é dirigido por secretário de justiça, nomeado pelo governador, que não tem nenhuma deferência especial no poder judiciário, sendo apenas a parte acusadora do processo.

Em suma, a essência da Constituição do Estado é a independência na formulação e aplicação das leis confirmando a característica federalista de um novo país no Brasil.

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

20–RESUMO DA PROPOSTA DE CONSTITUIÇÃO DE UM NOVO PAÍS CHAMADO BRASIL

O estado é um mal necessário e, por isso, deveria ser o menor possível. Mas, pelo menos, deveria proteger direitos naturais e garantir pacificação rápida dos conflitos. Isso demandaria a medida certa de distribuição de poder entre os líderes do país.
Assim sendo, o território brasileiro deveria ser dividido em tantas unidades administrativas quanto fossem possíveis e viáveis. O autor deste texto elaborou um estudo dessa divisão administrativa e propôs divisão territorial do Brasil em 57 estados e 52 territórios (mapa acima). 

Além da descentralização proporcionada pelas 109 divisões administrativas, dever-se-ia evitar a concentração de poder. Por isso, o autor da proposta de constituição de um novo país chamado Brasil propôs que o poder executivo federal deveria ser dividido em Presidência, que ficaria com representação externa, administração e finanças, e Conselho do Brasil, que ficaria com segurança nacional, educação e saúde. 

O poder judiciário ficaria responsável pela pacificação rápida dos conflitos e somente isso. Para isso, seria necessário que ficasse delimitado aos estados e, ainda assim, dividido em três tribunais: eleitoral (sem urna eletrônica), civil e administrativo-militar.

O poder legislativo deveria ter exclusividade de formulação e aprovação de leis com maioria de 90%, sem nenhuma interferência do poder executivo ou judiciário. Sem medidas provisórias, vetos ou declaração de constitucionalidade. 

Todos os cargos deveriam ser eleitos pelo voto direto distrital majoritário e facultativo, com exceção do Presidente do Brasil que seria eleito indiretamente entre deputados federais e senadores. Os Ministros do Conselho do Brasil seriam indicados pelos governadores de Estados. 

A nacionalidade é um conceito valorado pela importância que o estado dá ao seu cidadão. Ser brasileiro não vale nada se o estado não lhe protege os direitos naturais. Assim sendo, os direitos de propriedade, liberdade e vida em abundância deveriam ser garantidos pelo estado mínimo conservador.

As políticas públicas quanto à fauna, à flora e ao meio ambiente seriam de exclusiva responsabilidade dos municípios que estabeleceriam políticas independentes em relação a qualquer outro Município ou  ao Estado, sendo proibido aos Estados e ao ente federal legislarem sobre assuntos ambientais ou locais.

O poder legislativo deveria fiscalizar a atuação dos outros poderes. Não seriam novas leis que iriam melhorar a sociedade, mas sim a efetiva e correta aplicação das leis vigentes. Assim sendo, o poder legislativa deveria esmerar-se na sua fiscalização dos outros poderes.

Logo, essa efetiva fiscalização dos outros poderes implicaria em que qualquer ato administrativo, decreto, portaria ou documento emitido pelo poder executivo poderia ser revogado por dez por cento dos deputados ou dos senadores, bem como qualquer decisão judicial flagrantemente injusta seria contestada por um parlamentar do Estado ou do Brasil.

sábado, 17 de fevereiro de 2018

19-PROPOSTAS DO ESTADO MÍNIMO CONSERVADOR EM OPOSIÇÃO ÀS PROPOSTAS DO MANIFESTO COMUNISTA


PROPOSTAS DO MANIFESTO COMUNISTA: CRIAÇÃO DE UM NOVO HOMEM (extinção do atual)
PROPOSTAS CONSERVADO-RAS: CRIAÇÃO DE UM NOVO PAÍS (conservação da vida, conservação do ser humano)
1-Expropriação da propriedade da terra e afetação da renda da terra às despesas do estado
1-Garantia de direito de propriedade sob todos   os aspectos
2- Imposto fortemente progressivo
2-Imposto não progressivo. Apenas um imposto sobre a movimentação financeira
3 - Abolições do direito de herança
3-Garantia do direito de herança
4 - Confiscações da propriedade de todos os emigrados e sediciosos
4-Brasileiros e estrangeiros com propriedades garantidas no Brasil
5 - Centralizações do crédito nas mãos do estado, por meio de um banco nacional, com capital do estado e monopólio
5-Bancos privados controlados por um banco central independente
6 - Centralizações nas mãos do estado de todos os meios de transporte
6-Meios de transporte privados e livres de qualquer centralização
7 - Multiplicações das empresas fabris pertencentes ao estado e dos instrumentos de produção, arroteamento dos terrenos incultos e melhoramento das terras cultivadas, segundo um plano conjunto.
7-Nenhuma empresa e nenhum instrumento de produção pertencente ao estado. Sem interferência na produção capitalista
8- Trabalho obrigatório para todos. Organização de exércitos industriais.
8-Trabalho para quem quiser trabalhar. Exército para prender bandidos e nos defender dos estados totalitários
9- Combinação da agricultura e da indústria; medidas tendentes a fazer desaparecer gradualmente o antagonismo entre a cidade e o campo
9-Não existe antagonismo entre a cidade e o campo. As trocas conservadoras são livres da origem da produção
10- Educação pública e gratuita de todas as crianças; abolição do trabalho das crianças nas fábricas tal como hoje se pratica. Combinação da educação com a produção material etc.
10-Educação sem doutrinação socialista e predominantemente privada.

Fonte1: http://www.ebooksbrasil.org/adobebok/manifestocomunista.pdf, p. 42-43
Fonte2: http://partidoconservador.org.br/livro/navarroHTML/codigos_index.html, p. 37

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

18 – DELIMITAÇÃO DE UM NOVO PAÍS NO BRASIL. Ou: Os limites do estado mínimo dos conservadores

Por tudo que foi dito anteriormente, conclui-se que governo deve proteger tudo aquilo que foi considerado bom até hoje. A mudança pode ocorrer desde que seja aprovada por ampla maioria como mais uma boa conquista. 

Assim sendo, o governo deve proteger direitos naturais, propriedade, liberdade e vida em abundância. Ocorre que esse tipo de proteção é o contrário de impor direitos ditos “humanos”, tais como homossexualismo, abortismo, igualitarismo e outras medidas totalitárias e socialistas. 

O homem capitalista deve perceber que o inimigo usa da democracia e da liberdade conservadoras para tomar o poder. Uma vez no poder ele arranca pouco a pouco todas as conquistas capitalistas, agride bons costumes, satiriza tradições e centraliza todos os instrumentos de produção nas mãos do estado. 

Marx disse que a tomada de poder seria por violações do direito de propriedade, das relações de produção e por medidas que do ponto de vista econômico pareceriam incompetentes, mas que a passagem do tempo provaria serem indispensáveis como meio de tomada de poder definitivo. 

A grande maioria dos brasileiros pensa que o governo da organização PT faz o que faz porque é incompetente, mas é um grande engano, haja vista que os dirigentes do PT querem destruir ou suprimir as relações de produção com propósitos de adquirir mais poder. 

Eles tomam medidas aparentemente incompetentes, mas estão certos que terão mais poder, exatamente como o Maduro na Venezuela, bem como estão certos de que a população ficará mais pobre, também exatamente como a população da Venezuela.

Ou seja, gastar mais de dezesseis bilhões de reais em obras fora do Brasil e não construir nenhum trecho de estrada em território brasileiro é incompetência ou deliberada destruição da economia brasileira?

O que Marx escreveu e o que o PT faz é a pura descrição do processo de implantação dos governos totalitários de Cuba, Coreia do Norte, União Soviética, China e Venezuela, lugares onde desapareceram liberdade, propriedade, esperança e a vida também gradativamente desaparece.

Portanto, uma proposta conservadora de constituição deve criar um estado cujo poder seja mínimo, mas com poder de polícia militarizado visando a impedir a tomada de poder pelo socialista. 

Ou seja, o estado mínimo ou conservador teria poder apenas de pacificar conflitos de liberdade entre pessoas físicas ou jurídicas sem interferir na vida ou na liberdade delas, para preservar os direitos naturais e garantir segurança nacional.

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

17 – A RELIGIÃO DO HOMEM CONSERVADOR

Quem leu alguns artigos sobre a literatura socialista sabe que Marx, o principal redator do manifesto comunista(1), era um anticristão. Mais do que anticristão, ele era um satanista. 

Marx usou de falácias para vender ideias socialistas. A primeira premissa das falácias dizia, por exemplo, que as ideias humanas mudavam com o tempo, a segunda premissa falava das mudanças da tecnologia, mas na conclusão afirmava que as ideias vencedoras sempre foram da classe dominante. Isso é mentira!

Marx disse que as ideias predominantes em qualquer época foram sempre ideias de uma suposta classe dominante. No entanto, Cristo venceu todo o império romano sem nunca ter pertencido a algum grupo social dominante. Logo, Marx mentiu.

As velhas religiões do mundo antigo e o paganismo foram vencidos pela idéia nova do cristianismo. 

O homem conservador venceu o feudalismo, mas isso não significa que o homem capitalista travou uma luta de morte contra o cristianismo para restaurar as antigas religiões anticristãs que acompanham o socialista. 

Ao contrário, o homem conservador, cristão por excelência, sofre o combate maligno e mortífero dos estados islâmicos e culturas atrasadas da antiguidade. Quem acompanha o socialista é justamente o paganismo e os resquícios das ditaduras existentes antes ou depois de Cristo.

Sem dúvida, pode-se dizer que o homem conservador é a descrição do homem cristão e que a religião, a moral, a filosofia, a política e o direito mantiveram-se impregnados do cristianismo.

Mas o filho do anjo decaído quer criar nova verdade, nova religião, nova moral e um novo sistema político em que o esquerdo seja dono do ser humano que seria transformado em escravo da máquina estatal. 

Só que esse novo homem seria o retorno às misérias, às injustiças e às desvalorizações da mulher existentes antes de Cristo.

Por isso, repito a você que todo ser humano é capitalista e que ama suas famílias e valoriza a mulher seguindo o preceito cristão: família é a união de um homem e uma mulher por toda a vida. 

Portanto, a religião do homem conservador é a cristã que continua sendo perseguida pelos estados, haja vista que o islamismo não é religião, mas sim uma ditadura socialista comandada por um califa que assume o lugar de Deus.

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

16 – AS BASES DO ESTADO CONSERVADOR

Nenhum direito do ser humano depende do estado. O estado é apenas um mal necessário porque há socialistas filhos do anjo decaído que se infiltram entre os filhos de Deus com o objetivo de mentir, roubar, matar e agir contra a sociedade capitalista.

E é justamente pela existência daquele que se diz socialista que a sociedade capitalista precisa de um estado pacificador de conflitos entre seres humanos com divergências entre si.

Nesse sentido, o estado conservador é o estado mínimo porque nada construtivo vem do estado, esse monstro que hoje se travestiu de salvador da raça humana, mas é seu algoz.

O estado conservador preserva a nacionalidade do seu trabalhador, assim como conserva os direitos naturais de vida, de liberdade, de propriedade, de constituir família, de exercer um papel social, de conquistar o poder político e de acreditar no paraíso celeste que é o único verdadeiro.

O estado comandado por conservadores proporciona mais riqueza e menos antagonismos entre os povos por que a liberdade de comércio, o mercado mundial e a uniformidade da produção melhoram as condições de existência de todos.

Mas se o socialista estiver no poder, ele vai mentir e promover a guerra entre estados e entre seres humanos por que isso aumenta o poder dele.

Você pode constatar que os inícios de guerras sempre foram dados por ditadores socialistas, haja vista que são as ditaduras que não reconhecem o direito de propriedade dos outros.

O socialista convencido pela própria soberba de que é o Deus de si próprio e dos outros declara que há exploração do homem pelo homem e propõe abolição das fronteiras entre estados dizendo que assim cessariam a exploração e a hostilidade entre nações.

É outra grande mentira que o socialista prega todo dia nos jornais do mundo inteiro, haja vista que o objetivo da eliminação de fronteiras é a criação do governo mundial socialista em curso.

Se o estado mínimo precisa ter algum recurso é só para combater às tentativas de socialismo internacional promovidas pelos dirigentes do governo mundial.

Portanto, a base do estado conservador é a manutenção do capitalismo e do cristianismo, mas os metacapitalistas (Rockfeller, Ford, Bill Gates) financiam esquerdos visando a destruir tanto o capitalismo quanto o cristianismo.

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

15 – AS BASES DA FAMÍLIA E DA EDUCAÇÃO CONSERVADORA

Resultado de imagem para imagens da educação em casaA base da família conservadora é a confiança, a honestidade, a fidelidade e o cumprimento dos contratos entre qualquer ser humano. 

A família plenamente desenvolvida é muito importante para todo trabalhador conservador e é base das relações de produção entre seres humanos sempre capitalistas. 

A família só não é importante para o vagabundo socialista desejoso de possuir tudo que foi conquistado pelo trabalhador honesto. 

O socialista quer destruir a família dos outros porque essa instituição é o principal sustento material e espiritual de qualquer ser humano, bem como de qualquer estado verdadeiramente democrático. 

Marx confessou no Manifesto Comunista o crime de separar o pai do filho em função do desejo de escravizar o filho do próximo.

Ele confessou também o desejo de destruir os vínculos da educação familiar trocando-as pela educação coletiva em função da doutrinação das crianças.

O trabalhador conservador ama seu filho como a si mesmo e jamais transformaria crianças em simples artigos de comércio como faz o estado socialista cubano que carrega mães grávidas para os hospitais, aborta seus filhos, separa órgãos e os exporta como qualquer mercadoria. 

O trabalhador conservador sacrifica-se por sua família porque sabe que nenhum órgão estatal lhe dará o conforto físico e espiritual depois de um dia estafante de trabalho em troca do pão de cada dia, mas o mentiroso socialista quer que todo homem, mulher e criança fiquem confinados em um galpão público trabalhando em prol do estado totalitário. 

Os socialistas querem a destruição da família e, por isso, criam a oposição entre a comunidade dos homens e a comunidade das mulheres. 

Ambas as comunidades ficariam descomprometidas com seus filhos que seriam escravizados e doutrinados em galpões separados dos pais¹. 

Valorize sua família, cuide dos seus filhos e netos, ajude seu próximo e jamais deixe para o estado a educação do seu filho, bem como não permita que o estado interfira em sua família por qualquer motivo. 

A base da família e da educação conservadora está na liberdade de educar seus filhos na fé cristã e sem interferência do estado.

domingo, 4 de fevereiro de 2018

DEUS, O SUSTENTÁCULO DA HUMANIDADE, NÃO MORRE JAMAIS. Veja como os socialistas tentaram assassinar Deus na Rússia e na Espanha.

DEUS NÃO MORRE!
Artigo escrito por Plinio Maria Solimeo* e publicado na Agência Boa Imprensa - ABIM, 3 de Fevereiro de 2018.

Há vários tipos de ateus. O dicionário Houaiss os define como pessoas que não creem em Deus ou nos deuses; ateístas. E, no sentido pejorativo, os que ou aqueles que não revelam respeito ou deferência para com as crenças religiosas alheias; ímpios, hereges. Poder-se-ia acrescentar “os meramente indiferentes em matéria de religião”, que representam a maioria.

sábado, 3 de fevereiro de 2018

14 – SOBRE A LIBERDADE DE TRABALHAR OU SOBRE A PROPRIEDADE DO TRABALHO

Resultado de imagem para imagens sugerindo que o fruto do seu trabalho é seuDigo ao leitor que não deve ter dúvida de que, na sociedade capitalista, o fruto do seu trabalho é propriedade sua, bem como não tenha dúvida que na sociedade socialista, tudo o que você produz é do estado.

A sociedade capitalista foi criada por Deus. Por isso, você é livre, domina o seu presente e tudo que conquistou com seu trabalho lhe pertence por um desígnio divino.

Por outro lado, na sociedade socialista criada por um adepto de Satã, o agente do ditador comunista diz que o estado-deus garante o seu sustento e que você não precisa trabalhar, mas em compensação o ditador socialista domina o seu presente, o seu futuro e você é um escravo. 

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

13 – QUEM É O EXTERMINADOR DO FUTURO?

As vítimas, que vestiam o tradicional uniforme laranja dado pelos jihadistas aos seus reféns, estavam com as mãos amarradas nas costas e não mostravam sinais de resistênciaQual é a posição dos socialistas (esquerdos) em relação aos seres humanos?

A resposta é a de que os socialistas formam partidos distintos com interesse em se apropriar do poder do estado e da produção das outras pessoas. Socialistas querem acabar com a propriedade dos outros e conservar um poder maligno sobre o corpo e sobre a vida de todos.

Eles têm interesse em destruir a família cristã, o direito de propriedade, os direitos naturais do ser humano, a vida espiritual e física de todos que discordarem. Proclamam inúmeros princípios especiais com os quais querem modelar a sociedade, tais como o homossexualismo, o ambientalismo, o igualitarismo econômico e a valorização da vida animal em detrimento da vida humana. Para o ambientalista ou melancia socialista mais valem dois pássaros voando que uma vida humana.

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

12 – DEUS FOI ASSASSINADO POR CRISTO? NÃO! MAS MARX ERA UM ADEPTO DE SATÃ QUE DESEJA A MORTE DE DEUS.

Resultado de imagem para imagens de um assassinato ocultoÉ provável que você já tenha ouvido as frases: Deus está morto; Deus não existe; os judeus mataram Cristo; Cristo não é Deus, mas talvez nunca tenha ouvido a frase de um marxista: Cristo assassinou Deus! O marxista acrescenta: Deus existia no Antigo Testamento, mas aí veio Cristo e disse que era o próprio Deus e, com isso, aquele Deus morreu.

As afirmações de alguns marxistas, especialmente desse que proferiu a frase anterior, induzem a pensar que acreditariam na existência divina antes de Cristo, mas que esse ser divino teria sido assassinado pelos cristãos por que estes acreditam no Cristo como o próprio Deus. Mas não é nada disso. Na verdade, os marxistas não aceitam cristãos por que estes se opõem à idolatria ao ditador existente no estado socialista.

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

VISÃO CONSERVADORA SOBRE O CASAMENTO HOMOAFETIVO OU IDEOLOGIA DE GÊNERO

Resultado de imagem para imagens da família rockefellerO conservador não quer o estado interferindo na família. O conservador valoriza a família formada desde o tataraneto até o tataravô. O avô, o pai, os tios abrigam netos, bisnetos e sobrinhos que perderam seus entes queridos. A ajuda, o socorro e o amor não vêm do estado, mas sim de dentro da própria família ampliada ou grande família.

O conservador sabe que a propaganda do casamento homoafetivo ou da ideologia de gênero só quer destruir a família cristã. Assim sendo, a visão conservadora desestimula os casos de homossexualismo, mas a liberdade de escolha deve ser sempre a mais ampla possível.

Quem quiser libertar-se dos pais e se abrigar no estado antifamília é livre para isso, mas, por não seguir as regras da grande família, dela terá que sair, podendo fazer isso a qualquer tempo.